A incrível geração de mulheres que nasceu para afugentar os homens


 Não sei vocês, mas eu não nasci para agradar ninguém. Sou de mim mesma e tudo que faço e sou é para mim mesma. Apesar de termos uma sociedade bem mais "evoluída" em certos assuntos, o mundo ainda não está pronto para ver essa geração de mulheres que são donas do próprio nariz. 

 A sociedade se assusta quando uma adolescente vai a um programa de televisão e tem coragem o suficiente para defender que ela não precisa de um namorado para ser feliz. Se assusta mais ainda quando percebe que o mundo é cheio de Maísa's que são totalmente plenas consigo mesma e desde cedo sabem que não precisam ficar suportando relacionamentos merdas apenas para não ficar sozinhas. 

 E coitados desses homens, vazios de mente, que cismam que esse tipo de mulher só precisa de alguém que as dome. Tenho dó desses intelectos tão pequenos que não percebem que uma mulher dona de si é como um furacão que destrói qualquer objeto que a impede de passar. E depois, que é atropelado e fica ai desnorteado, a culpa é dela por não ser "uma mulher como deveria ser".

 Infelizmente as pessoas tem a mania de associar felicidade feminina a aliança no dedo. Enquanto queremos encher a parede de diplomas e o passaporte de carimbos o mundo quer que enchamos a casa de filhos. Não que isso seja errado, longe de mim dizer isso pois sou uma conservadora que defende o casamento como uma base infalível. O problema é quando insistem em roteirizar a vida feminina onde quem decide não seguir esse roteiro é julgada como uma mulher incompleta. 

 Ainda espero o dia em que coisas como as que aconteceram com a Maísa virem noticia por motivos diferentes. Espero que o foco não seja ela, totalmente dona de si, e sim os Dudu's da vida que não conseguem ouvir um não. Quero que as discussões sejam sobre como esses homens, egocêntricos dos pés a cabeça, não conseguem entender que as mulheres não precisam te-los para serem felizes. Quero que o mundo abra os olhos e perceba que essa geração de mulheres nasceu para afugentar homens de mente vazia, que ao em vez de abrir as janelas para que possamos voar, cortam nossas asas para que sem eles não possamos prosseguir.

6 comentários:

  1. O texto é lindo, só não acredito que o casamento seja uma base infalível, eu sou minha própria base <3
    beijo beijo
    Neoguedes

    ResponderExcluir
  2. Oi amei seu texto.
    Realmente é lamentavél que em pleno século 21 ainda temos que aguentar esse tipo de coisa. Mas tenho esperança de que um dia garotas que nem a Maisa ( que é uma garota incrivel) virem noticia por ter opinião própria,por desde cedo ser dona de si. A sociedade não aguenta ver uma mulher dona de si,porque infelizmente ainda é uma sociedade machista.
    Mas não vamos desistir,e ter esperança de que tudo um dia vai mudar
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Texto lindo! Parabéns pela crítica e pela escrita.
    É lamentável ver que nos dias atuais felicidade feminina é vista ligada à uma imagem masculina. Ainda estamos em uma sociedade machista, mas tenho esperanças de que as coisas vão mudar.

    Amei o blog, seguindo.

    Beijinhos.

    http://birdsalsocry.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Amei cada palavra!! Somos nossas e de mais ninguém!! Não devemos desculpas e nem satisfação!!!!


    http://ironicamenteinusitado.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Adorei! Porque sempre o foco são as Maisas que são bem resolvidas e não os Dudus que não sabem levar um não?
    Belo texto!
    Cheiro de Pipoca

    ResponderExcluir
  6. Concordo com você, é muito difícil os homens aceitarem que somos livres, infelizmente...

    Sinceramente, Lê!

    ResponderExcluir