Uma carta pro eu de seis anos atrás


 E ai garota, como é que vai ? Pergunto por mera educação, porque afinal,  conheço-te dos pés a cabeça e sei tudo sobre essas tuas fases.
 Hoje vim conversar com você sobre o nosso futuro mas, antes de tudo, vou lhe dar um conselho: pare de se jogar de cabeça em abismos onde nada tem. Situações poderiam ser evitadas se você simplesmente aprendesse que certas coisas e pessoas não valem a pena.
 Sei a solução para todos os seus problemas e posso garantir que a maioria das coisas se resolveria se você simplesmente deixasse pra lá. Hoje eu sei que a virtude que mais lhe faltava era paciência, porque tudo que lhe tirava o sono o tempo deu a solução: ora resolvendo ora levando embora.
 E por falar em tempo, gostaria de pedir para que não o deixe passar diante dos seus olhos, porque ele não volta. Aprenda a tocar piano, entre no curso de italiano e o corte o cabelo. Faça tudo o que tiver vontade e esqueça que não tem coragem, porque no futuro, a coragem terás de sobra mas o tempo lhe faltará.
 Tem inúmeras perguntas pra mim e eu sei disso, porém prefiro te deixar as escuras porque apesar das quedas e decepções, nada substitui a sensação de descobrir o mundo com os próprios olhos. Se arrisque, quebre a cara e ganhe experiencia, são elas que vão te transformar em mim. 

2 comentários: